Quarta-feira, 8 de julho de 2020
informe o texto

Notícias | Política

Deputado questiona fechamento de cadeias em MT

01 Jun 2020 - 17:24

FOLHAMAX

O deputado estadual João Batista (PROS), oriundo do Sistema Penitenciário e principal liderança dos Policiais Penais dentro do parlamento, irá acionar o Ministério Público e o Judiciário contra o fechamento das cadeias públicas dos municípios de Dom Aquino e Alto Garças.

Como explica João Batista, a decisão adotada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), em consonância com a Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária (SAAP), “vai na contramão do quesito economia”, uma vez que o fechamento das unidades irá aumentar os custos para os cofres públicos de Mato Grosso.PUBLICIDADE“Lamento a postura adotada pela Secretaria de Segurança Pública. Momentos antes de inaugurarmos uma nova unidade no município de Várzea Grande, diga-se de passagem, ‘estacionada’ há vários anos, vamos fechar unidades prisionais? A ideia deles de economia não passa de um grande equivoco, pois na verdade haverá mais aglomeração de presos nas unidades, além do gasto com esses reeducandos no seu deslocamento, quando necessário”, explicou o parlamentar.

De acordo com João Batista, ainda nesta segunda-feira (01/06), sua equipe jurídica irá tomar as medidas necessárias, acionando tanto o Ministério Público, como Judiciário.

“Precisamos mostrar aos outros Poderes o serviço mal prestado pelo Executivo, o transtorno e o prejuízo causado ao erário mato-grossense. Como deputado estadual e como servidor de carreira do Sistema Penitenciário, vou lutar contra qualquer ato que venha prejudicar o nosso setor”, disse.

EM VÁRZEA GRANDE

A unidade mencionada pelo deputado, que está com a sua inauguração prevista para o dia 30 de junho, ainda não apresenta as condições de segurança necessárias, inviabilizando assim a sua abertura para atividades, como explicou o parlamentar. “Não podemos inaugurar uma unidade penitenciária sem uma muralha de contenção, nossos servidores ficariam vulneráveis a qualquer tipo de ataque e ação criminosa”, comentou. João disse ainda que irá realizar uma vistoria no local nesta segunda-feira, verificando outros pontos suscetíveis a possíveis ataques.

A cadeia pública de Várzea Grande estava paralisada desde 2008 e foi retomada em 2016, ainda no governo Pedro Taques (PSDB). A nova unidade de Várzea Grande fica localizada na MT-351, próximo ao distrito de Pirizal e será a maior unidade prisional do estado.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet